Últimas de Carros

Mitsubishi Outlander 2014 chega em setembro a partir de R$ 102.990

André Deliberato

Do UOL, em Mogi Guaçu (SP)

Uma dúvida paira sobre a cabeça dos executivos da Mitsubishi: fabricar ou não o novo Outlander no Brasil? Por ora, a decisão foi de continuar importando o SUV do Japão, de onde ele vem desde o lançamento da primeira geração, em 2002 (chamada de Airtrek por aqui).

A nova geração chega às concessionárias da marca em setembro, com preços que começam em R$ 102.990 e vão até R$ 139.990.

A empresa afirma que somente um volume maior de vendas  -- como o do ASX, recentemente nacionalizado, ou o do Lancer (que será brasileiro no ano que vem) -- poderia fazer com que o modelo fosse produzido por aqui. A previsão, a princípio, é vender cerca de 600 unidades do SUV por mês.

GERAÇÃO?
O novo Outlander estreia nova plataforma, batizada pela marca de RE. Trata-se de uma evolução da plataforma GS, que fabricava a antiga geração a ainda produz o ASX e o Lancer. Apesar da novidade, o entre-eixos é o mesmo que o do Outlander anterior: 2,67 metros. O novo carro tem 4,66 m de comprimento, 1,80 m de largura e 1,68 metro de altura.

O SUV chega dividido em três versões:

+ 2.0 CVT 4x2 (R$ 102.990)
Utiliza o mesmo motor Mivec da geração anterior, um quatro-cilindros 2.0 de 160 cv e 20,1 kgfm de torque (somente a gasolina), aliado a um câmbio CVT (que simula seis marchas) e à tração 4x2. Traz como itens de série nove airbags, freios com ABS (antitravamento) e EBD (distribuidor da força de frenagem), controles de tração e estabilidade, ar-condicionado digital de duas zonas, faróis de LED e de neblina, sistema multimídia com tela de sete polegadas sensível ao toque no painel, chave presencial e botão de ignição, direção elétrica, volante com ajustes de altura e profundidade, bancos de couro com ajustes elétricos, dois pontos de Isofix,  teto solar e rodas de liga leve de 18 polegadas.

+ V6 GT 4x4 (R$ 130.990)
Passa a utilizar o propulsor Mivec V6 de 3 litros, com 240 cv e 31 kgfm de torque (da mesma família que o 2.0, também a gasolina, mas sem injeção direta) -- que também fazia parte da geração anterior. Transmissão passa a ser automática de seis marchas (com opções de trocas por borboletas atrás do volante) e a tração, integral. Entre os itens de segurança e conforto o carro ganha faróis bi xenônios, controle de cruzeiro adaptativo, terceira fileira de bancos, sensores de chuva e crepuscular e câmera de ré, entre outros itens.

+ V6 GT 4x4 com Full Technology Pack (R$ 139.990)
Mesma configuração mecânica e de equipamentos que a anterior, mas com a adição de um sistema chamado Forward Collision Mitigation (programa eletrônico que freia o carro automaticamente e evita colisões em baixas velocidades) e do Hill Start Assistance (auxílio automático para partidas em rampa, para frente ou para trás).

Para ver a ficha técnica e a lista de equipamentos do modelo, clique aqui.

  • Divulgação

    Lançamento no Brasil acontece, simultaneamente, com a apresentação do carro nos EUA

IMPRESSÕES
UOL CARROS rodou por cerca de 130 quilômetros com uma unidade da versão mais cara do novo Outlander, sendo que o percurso foi predominantemente estradeiro. A impressão inicial é a de que o carro não mudou -- ele continua confortável fora da cidade, valente no fora-de-estrada (apesar de esta não ser sua real aptidão) e exagerado para os centros urbanos.

Na estrada, a 120 km/h, o motor V6 trabalha a menos de 2.500 giros. O consumo apontado no computador de bordo foi de 10,1 km/litro de gasolina. O carro testado esteve o tempo inteiro com o ar-condicionado ligado. Na cidade, esse número caiu para 9,2 km/l.

O controle de cruzeiro adaptativo é uma bela folga a quem usa carro diariamente e não gosta de enfrentar o trânsito: ele se ajusta de acordo com o carro à frente e acelera, freia e faz retomadas de velocidade sem preocupações. Para seu uso, entretanto, é necessário que a velocidade seja igual ou superior a 60 km/h.

Abaixo disso existe o útil Forward Collision Mitigation. Trata-se de um sistema eletrônico que freia o carro automaticamente e evita colisões em baixas velocidades (abaixo de 40 km/h). Ele também avisa o motorista caso detecte algum objeto à frente com um apito no painel.

SEGURO

  • Divulgação/Euro NCAP

    Novo Outlander levou cinco estrelas em todos os testes de segurança que participou: Euro NCAP, ANCAP (da Austrália), JNCAP (Japão) e IIHS (um dos mais importantes dos EUA)

Por dentro, o carro continua espaçoso e oferece conforto para até sete pessoas. As duas últimas, na terceira fileira de banco, vão com certo aperto na região das penas, mas todos os ocupantes têm bom espaço para a cabeça.

MERCADO
Mitsubishi considera Chevrolet Captiva, Honda CR-V, Fiat Freemont, Kia Sportage e Hyundai ix35 os principais rivais do Outlander 2.0. Versão V6, para a marca, compete com Hyundai Santa Fe, Kia Sorento, Ford Edge e Land Rover Freelander 2.

Topo