Últimas de Carros

Atualizada em 02.09.2013 17h23

Volkswagen Golf R, 300 cv, ainda está fora da realidade brasileira

Do UOL, em São Paulo (SP)

Já há algum tempo, a linha de esportivos da Volkswagen não se limita à versão GTI (configuração que já é bastante apimentada). O máximo em esportividade que um modelo da Volks pode oferecer tem outro sobrenome: a letra R, da divisão de performance da marca.

Após a revelação do GTI para todo o mundo, inclusive para o Brasil, a empresa resolveu mostrar o novo Golf R, esportivo de 300 cavalos e 38,8 kgfm de torque -- são exatos 30 cv e 3 kgfm a mais que seu antecessor, o Golf R de sexta geração, e 80 cv e 3,1 kgfm a mais que o Golf GTI (220 cv e 35,7 kgfm de torque). As primeiras imagens surgiram no último dia 20 de agosto, com mais fotos e vídeos revelados na sequência. A estreia oficial do modelo, pelo menos para mercados desenvolvidos, será feita no Salão de Frankfurt, que começa na próxima semana.

As diferenças estéticas em relação à configuração GTI são os novos para-choques, nas quatro saídas de escapamento, no tamanho das rodas (que podem ser aro 18 ou 19) e na suspensão 0,5 cm mais baixa.

Equipado com motor quatro-cilindros turbo, de 2 litros (o mesmo do GTI, só que mais preparado), o esportivo usa tração integral (apenas dianteira no GTI) para acelerar de 0 a 100 km/h em 4,9 segundos (com câmbio DSG de dupla embreagem e seis marchas) e em 5,1 s (transmissão manual, também de seis marchas).

A velocidade máxima é limitada a 250 km/h. Se empolgou? Esfrie os ânimos: não há planos, pelo menos neste momento, para que o modelo seja vendido no Brasil -- o preço de um Golf R seria altíssimo por aqui. Na Europa, o carro começa a ser entregue entre novembro e dezembro.

EM OUTUBRO
A nova geração do Golf chega ao Brasil em outubro, importada da Alemanha, nas versões Highline 1.4 TSI (140 cv e câmbio manual de seis marchas), Highline 1.4 TSI Automatizado (140 cv e câmbio DSG de dupla embreagem e sete velocidades) e GTI 2.0 TSI DSG (automatizado de dupla embreagem, mas com seis marchas). Seus preços devem começar em algo próximo a R$ 70 mil, beirando R$ 120 mil na configuração mais cara.

Em meados de 2014 a importação deve passar a ser feita do México -- a Volks começa a produzir o Golf em terras latinas no começo do ano que vem para abastecer os Estados Unidos e, em seguida, países sul-americanos.

Fabricação nacional do hatch deve acontecer em 2015, na sede da Volks em São José dos Pinhais (PR). O Audi A3, feito sobre a mesma plataforma que o Golf, também deve ganhar nacionalidade brasileira, conforme cravaram executivos da marca durante o encontro global da empresa, em março deste ano. Na ocasião, eles revelaram o plano de produção brasileira dos dois modelos.

Topo