Últimas de Carros

Onix e Prisma ganham câmbio automático de Cruze por R$ 3.500

Divulgação
Chevrolet Onix (foto) automático custa a partir de R$ 43.390; Prisma chega por iniciais R$ 46.390 imagem: Divulgação

André Deliberato

Do UOL, em São Caetano do Sul (SP)

Aos poucos as transmissões automáticas e automatizadas começam a se tornar opção também entre carros menores e/ou populares. Volkswagen Gol e Fox, Chevrolet Agile, Fiat Palio e Punto (automatizados de cinco marchas), Peugeot 208, Renault Sandero, Kia Picanto e Hyundai HB20 (automáticos de quatro marchas), e Ford New Fiesta (automatizado de dupla embreagem e seis marchas) são exemplos de compactos que já aderiram ao conforto de um câmbio sem pedal de embreagem.

A última novidade sobre este assunto é da Chevrolet: nesta terça-feira (16), pela manhã, a marca revelou à imprensa a linha 2014 de Onix e Prisma, que agora passa a contar com opção de câmbio automático -- o mesmo GF6, que estreou no Cruze e hoje também equipa Sonic, Spin e Cobalt.

Seu rival direto tem nome e sobrenome: Ford New Fiesta, hatch e sedã, que recentemente ganhou opção automatizada de dupla embreagem e seis marchas.

A transmissão tem seis marchas -- é automática mesmo, com conversor de torque, e não automatizada -- e será oferecida somente nas versões LT e LTZ, equipadas com motor 1.4. Os carros chegam às lojas, segundo a GM, até o final deste mês. A GM acredita que a versão automática representará 10% do total de vendas do Onix. No caso do Prisma, a estimativa sobe para 20%.

Confira os preços:

Onix 1.4 LT automático -- R$ 43.390
Onix 1.4 LTZ automático -- R$ 47.190
Prisma 1.4 LT automático -- R$ 46.390
Prisma 1.4 LTZ automático -- R$ 49.990

Note que na versão LTZ, topo de gama, o custo extra pela transmissão é de R$ 3.500. Na LT, o pacote sai mais caro (R$ 7.200 no Onix e R$ 6.900 no Prisma) porque, além do câmbio, outros itens são adicionados (volante revestido de couro, controlador automático de velocidade e botões internos para abertura da portinhola de combustível e do porta-malas) e, obrigatoriamente, você tem de adicionar o opcional que inclui sistema multimídia MyLink e ar-condicionado.

A Chevrolet também afirmou que o câmbio manual de cinco velocidades foi aperfeiçoado para provocar menor esforço do motorista na hora das trocas de marchas. Outra novidade da linha é a pintura metálica Azul Sky (a mesma dos carros que ilustram essa reportagem).

  • Divulgação

    Transmissão automática GF6 de "segunda geração" faz trocas 0,5 segundo mais rápidas que seu antecessor e pode melhorar em até 5% a economia de combustível, segundo a GM

RECALIBRADO
De acordo com a GM, a caixa automática GF6 chega à sua "segunda geração" nos modelos Onix e Prisma 2014. A montadora afirma que a transmissão é capaz de fazer trocas 0,5 segundo mais rápidas, o que representa desempenho 50% mais veloz e até 5% de melhorias em relação ao consumo de combustível.

Segundo a fabricante, o Onix automático faz de 0 a 100 km/h em 12 segundos com etanol e 12,7 s com gasolina. No Prisma, a aceleração acontece em 11,9 segundos e 12,6 s, respectivamente. A velocidade máxima dos dois é de 171 km/h com qualquer combustível. Dados de consumo, no entanto, não foram divulgados.

Questionada, a GM afirmou que o câmbio recalibrado será, aos poucos, incorporado ao restante dos modelos que usam o sistema. Apesar de ter a "oportunidade certa" para se aposentar, o Agile Easytronic, que usa um sistema automatizado de cinco marchas da Magneti Marelli (assim como o I-Motion, da Volks, e o Dualogic, da Fiat), continua em linha.

UOL Carros irá tirar suas impressões sobre o Chevrolet Onix LTZ com transmissão automática e publicará a avaliação em breve.

  • Divulgação

    Cor Azul Sky, desenvolvida para a linha 2014, custa R$ 1.000 no Onix e R$ 1.100 no Prisma

  • Divulgação

Topo