Últimas de Carros

Brasil terá "Primavera dos Sedãs"

Do UOL, em São Paulo (SP)

Este ano a primavera começa em 23 de setembro. Deixando de lado a política, plena de movimentos populares que a adotaram em seu nome, a próxima estação das flores tem tudo para ficar conhecida como a Primavera dos Sedãs no setor automotivo brasileiro.

Nada menos que três modelos importantes serão lançados entre setembro e outubro próximos: Ford Focus, Citroën C4 Lounge e Nissan Sentra. Há uma característica em comum: todos têm trajetória de perdedores no segmento dos sedãs médios, dominado há anos por Honda Civic e Toyota Corolla, e hoje coadjuvado por Chevrolet Cruze, Volkswagen Jetta e Renault Fluence. Mas suas novas encarnações prometem virar o jogo (ou encalhar tentando).

Cada um deles tem atributos para brigar ao menos para entrar no top 5 do segmento (meta já explicitada, inclusive, por executivos da Citroën para seu C4). Para isso, o piso de vendas é de 12 mil carros por ano.

A seguir, um resumo sobre os "ativistas" da vindoura Primavera dos Sedãs:

+ Quem é: Sedã médio, chegou a essa terceira geração em 2010 (só no exterior) e é produzido sobre plataforma global (o carro vendido atualmente no Brasil é de 2008). Nunca teve, em nosso país, o mesmo sucesso do hatch. 
+ Onde está: 7º lugar no segmento (2.925 unidades até maio/13)
+ Quando vem: Apresentação em setembro, vendas logo em seguida. 
+ De onde vem: Argentina.
+ O que melhorou: Estilo ficou mais moderno, especialmente na traseira, ponto fraco do sedã de segunda geração. Trem-de-força mantém o conhecido Duratec 2.0 como opção mais potente, mas conjugado ao moderno cãmbio automatizado de dupla embreagem Powershift.  
+ Preço estimado: O hatch pode até começar sua gama abaixo de R$ 60 mil (difícil, mas não impossível), mas no caso do sedã é certo que a versão de entrada, mesmo com o motor Sigma 1.6, será posicionada acima dos R$ 62 mil, esbarrando nos R$ 80 mil na versão top Titanium.

+ Quem é: Sedã médio, vem enterrar o C4 Pallas, com o qual guarda pouco parentesco. O modelo projetado na Europa para atender a mercados emergentes, como China, Rússia e Brasil. A plataforma é a mesma do Peugeot 408.
+ Onde está: 12º lugar no segmento (1.364 unidades até maio/13); os números se referem ao Pallas, que praticamente sumiu das lojas.
+ Quando vem: Apresentação em agosto, vendas em setembro
+ De onde vem: Argentina.
+ O que melhorou: Tudo, até porque seria impossível piorar o Pallas. Além do estilo, que busca harmonizar BMW com o finado C5, o C4 Lounge terá (segundo a Citroën) suspensões e rodas/pneus adequados aos pisos brasileiros. O entre-eixos de 2,71 metros é seu maior trunfo.
+ Preço estimado: de R$ 60 mil a perto de R$ 85 mil, quando com motor THP 1.6 turbinado; a versão de entrada será 2.0 com câmbio manual.

+ Quem é: Sedã médio, tem a atual geração vendida no Brasil usada como carro barato nos Estados Unidos, mas ganhou respeito com a mudança de plataforma e o alinhamento visual a carros mais caros da Nissan (Altima e Maxima).
+ Onde está: 8º lugar no segmento (2.804 unidades até maio/13)
+ Quando vem: Apresentação e vendas em outubro.
+ De onde vem: México.
+ O que melhorou: Principalmente o estilo, ressalvando que, se a referência é o andar de cima, o Versa -- que está abaixo do Sentra -- tem dianteira parecida. Dos três sedãs, é o único cuja transmissão automática é CVT (continuamente variável), solução mais barata que tem detratores entre motoristas mais experientes.
+ Preço estimado: O Sentra tem boas chances de começar com um "5". Pense em R$ 58 mil na versão de entrada, e um teto de R$ 75 mil para a "completaça".

Topo