Toyota revela Corolla 2014; 11ª geração é lançada nos EUA

Do UOL, em São Paulo (SP)

Veja os detalhes do Corolla 2014
Veja Álbum de fotos

Acabou o mistério: a Toyota apresentou a nova geração do Corolla, a 11ª da história do sedã, nos primeiros instantes da madrugada desta sexta-feira (7), começo da noite em hora local, em Santa Monica, região de Los Angeles (EUA). As primeiras imagens do carro, porém, haviam sido publicadas instantes antes pelos sites Auto Week, CarScoop e iMotor Times, ainda na noite de quinta-feira (6).

Santa Monica foi escolhida como "cidade natal" do Corolla 2014 por ficar próxima à sede da Toyota nos Estados Unidos (em Torrance, também na California), um dos principais mercados do sedã. Lá, a atual geração vendeu mais de 290.900 unidades desde a estreia em 2009 -- o suficiente para bater os concorrentes Hyundai Elantra, Volkswagen Jetta, Chevrolet Cruze e também Ford Focus. A briga com o rival Honda Civic, porém, é apertada.

No Brasil, o sedã da Toyota perdeu espaço para o da Honda desde o começo deste ano, quando o Civic estreou nova configuração de motor, com 2 litros e maior potência. Os dois foram os únicos modelos do mercado nacional a venderem mais de 20 mil unidades cada -- mais que o dobro das entregas do Cruze, terceiro colocado.



 

11ª GERAÇÃO
Até então, a revelação vinha acontecendo a conta-gotas, com uma sequência de teasers que mostravam apenas detalhes. As primeiras imagens completas mostram um modelo na mesma cor azul e com detalhes que batem com os mostrados anteriormente pelos teasers. No rápido vídeo apresentado pela marca, é possível ainda ver unidades nas cores vermelha e branca, também fotografadas posteriormente.

A cabine expõe ainda elementos que se assemelham demais aos do SUV compacto RAV 4, cuja nova geração acaba de chegar às lojas brasileiras e reconhecidamente adianta elementos do novo Corolla. Arranjo geral e posicionamento da tela sensível ao toque é semelhante; forma do painel de instrumentos (dois "copos" no Corolla, três com o central em destaque no SUV), das saídas de ar e de alguns comandos é diversa, porém. Central multimídia e conexão com telefones por Bluetooth, ar-condicionado com sistema ionizador, teto solar, melhor isolamento acústico e um total de oito airbags são alguns dos acréscimos aos predicados do carro americano e que viriam a calhar também no futuro Corolla brasileiro.

É bom notar que nem todas as imagens podem corresponder ao Corolla que será vendido em nosso mercado. O carro azul das fotos é o da versão S, com perfil mais esportivo -- rodas maiores, grade frontal e para-choque mais arrojados formando uma boca hexagonal emoldurada por friso cromado, além de spoiler integrado à tampa traseira (de fato, alterações mais visuais que mecânicas) -- vendido nos Estados Unidos. O branco, porém, tem grade frontal e, principalmente, para-choque diferente, com tomada de ar em forma de trapézio invertido -- esta versão "civil" pode corresponder aquela que será vendida aqui em algum momento de 2014.

De qualquer forma, o carro difere bem da unidade branca vista em imagens vazadas anteriormente, no começo do ano, e que também ganharam destaque no site CarScoop. A frente real tem conjunto óptico afilado e complementado por LEDs, grade estilo colmeia e tomada de ar que molda o para-choque num estilo bem arrojado; na traseira, lanternas onduladas lembram uma adaga -- todos estes detalhes foram antecipados pelo conceito Furia, mostrado no Salão de Detroit, em janeiro.

Ainda assim, para muitas pessoas, o novo Corolla é uma tentativa da marca em se aproximar da popularidade explosiva das marcas coreanas: reações no Facebook mostram que o público se divide entre aqueles que enxergam muito de Kia Rio no sedã, enquanto outros observam detalhes, sobretudo da traseira, que lembram demais os carros da Hyundai.

AQUI, ELE AINDA É ASSIM

  • Divulgação

    Corolla de décima geração ocupa a 2ª posição no ranking de sedãs médios no Brasil

Nos Estados Unidos, o Corolla 2014 surge nas lojas ainda este ano maior e mais espaçoso -- o modelo cresceu quase 10 centímetros no comprimento, passando assim dos atuais 4,54 m para encostar nos 4,64 m (a versão S tem 4,65 m) e quase (e também incríveis) 10 centímetros no espaço entre-eixos, saltando dos atuais 2,60 m para quase 2,70 m. Assim, são 7,5 centímetros extras para quem viaja no banco de trás, com incremento também do espaço para o condutor. A largura também aumentou, indo a 1,77 m, enquanto a altura foi reduzida para 1,45 m.

Por lá, será equipado inicialmente por um motor de 1,8 litro, 132 cavalos e 17,7 kgfm de torque (conhecido pelo código 2ZR-FE) nas versões L, LE e S (das imagens), suficiente por conta dos limites de consumo e emissão e pela redução de peso, que mantém a nova geração em torno dos 1.300 kg. Uma versão mais eficiente, a LE Eco, terá um sistema aperfeiçoado de variação do tempo de abertura de válvulas para gerar mais potência e chegar aos 140 cv, mas com torque menor, de 17,4 kgfm (2ZR-FAE). No Brasil, espera-se o mesmo movimento: uma evolução das atuais motorizações flex -- a 10ª geração conta com um 1.8 de 144 cv e um 2.0 de 153, sempre com etanol.

A oferta de câmbios nos Estados Unidos conta com uma caixa automática de quatro marchas ou uma manual de seis marchas -- evoluções das atuais -- para a versão de entrada. As demais contarão com o mesmo câmbio CVT (polias com infinitas relações) do novo RAV4, que simula sete marchas; no Corolla, porém, as trocas manuais sequenciais poderão ser feitas no volante -- no SUV, estas trocas são feitas na própria alavanca.

Mais informações sobre o novo Corolla serão publicadas por UOL Carros ao longo desta sexta-feira.

Veja todas as gerações do Corolla
Veja Álbum de fotos

Notícias relacionadas

titulo-box Shopping UOL

UOL Cursos Online

Todos os cursos