Novo Hyundai i30 automático, preto ou prata, já é vendido por até R$ 85 mil

Do UOL, em São Paulo (SP)

  • Murilo Góes/UOL

    O novo Hyundai i30 chega inicialmente apenas como automático, e nas duas cores de sempre

    O novo Hyundai i30 chega inicialmente apenas como automático, e nas duas cores de sempre

É oficial: a segunda geração do Hyundai i30 está disponível em pré-venda em concessionárias da CAOA -- atenção, não confundir com as lojas da Hyundai Motor Brasil, que só vendem o HB20, fabricado no país. O novo i30, assim como sua primeira geração, é importado da Coréia do Sul, e por isso seu preço é mais alto que o do carro atual, e bem salgado: R$ 75 mil pela configuração com motor 1.6 bicombustível e câmbio automático de seis marchas; o valor vai para R$ 85 mil na configuração topo de gama, com itens como teto solar e interior em couro.

O i30 automático de primeira geração custa cerca de R$ 59 mil.

Novo Hyundai i30
Veja Álbum de fotos

Não há informação oficial sobre o preço do novo i30 com câmbio manual, que, segundo UOL Carros apurou, não é prioridade da CAOA num primeiro momento, e talvez demore a chegar às revendas. Por sinal, o próprio i30 "antigo" só está disponível hoje em dia como A/T.

Eventuais cobranças de "depósito" para reservar um carro (por exemplo, 10% do preço total) também não são comentadas pela importadora. O novo i30 deve começar a ser entregue aos primeiros compradores entre fevereiro e março. E, ao menos de início, só vai ter carro preto e prata.

  • Murilo Góes/UOL

    Interior do novo i30 automático: tema mais arrojado e iluminação ainda em azul

COMO É, O QUE TEM
A nova geração do hatch médio da Hyundai alinha o modelo ao restante da gama sul-coreana quanto ao estilo escultura fluida, que é dividido exatamente pelo i30/Elantra: eles e os carros menores que eles (i10, i20, o HB20 brasileiro) usam grade dianteira hexagonal, inspirada em formas "estáveis" da natureza (exemplo: colméia de abelhas); para cima (Sonata, Azera, Genesis), o tema dianteiro, que define a personalidade do carro, são as asas abertas de grandes aves.

De recheio, o novo i30 traz na versão de R$ 75 mil itens como direção assistida elétrica com opção Flex Steer (três modos de dirigibilidade), sistema de controle remoto de travamento (keyless), piloto automático, faróis com acendimento automático, espelhos externos com rebatimento elétrico, controles do som no volante e sistema de navegação GPS.

Por R$ 10 mil extras, o carro oferece também teto solar, Bluetooth, couro nos bancos, no acabamento interno, no volante e na alavanca de câmbio, freio de estacionamento eletrônico, ar-condicionado automático, duto de aquecimento traseiro e faróis de xenônio.

A garantia oferecida pela Hyundai é de cinco anos.

SOB O CAPÔ, MOTOR 1.6
A grande novidade da nova geração do i30 para o Brasil é o motor Gamma bicombustível, desenvolvido para o Brasil e já usado no HB20, um carro consideravelmente menor, mais leve e mais barato.

O propulsor 4-cilindros, com comando duplo e abertura variável nas 16 válvulas, entrega potência máxima de 128 cavalos a 6.000 rpm. O pico de torque é de 18 kgfm.

São números menos interessantes que os robustos 145 cv do motor 2.0 do i30 de primeira geração. No entanto, este bebe apenas gasolina. Outra vantagem comparativa do trem-de-força do novo i30, ao menos na configuração automática, é a caixa de seis velocidades, duas a mais que a do modelo atual e com opção de trocas sequenciais, feitas diretamente pelo motorista.

Os principais concorrentes do Hyundai i30 são Chevrolet Cruze, Fiat Bravo, Ford Focus e Volkswagen Golf, estes dois últimos com novas gerações às portas do Brasil ainda este ano.

Notícias relacionadas

titulo-box Shopping UOL

UOL Cursos Online

Todos os cursos