Chevrolet Onix, 'carro mais importante' da GM, vai de R$ 29.990 a R$ 41.990

Eugênio Augusto Brito
Do UOL, em São Paulo (SP)

A General Motors trouxe seu chefão global Dan Akerson ao Brasil para apresentar o modelo que ela própria classifica como "lançamento mais importante em muito tempo", o compacto Chevrolet Onix, que chega às lojas em novembro por preços que partem de R$ 29.990, já com airbag frontal duplo e freios com ABS (antitravamento) e EBD (distribuição de força).

A revelação definitiva sobre quem é e o que fará o Onix aconteceu no final da tarde deste domingo (21), em São Paulo (SP), durante a première da marca ao Salão do Automóvel, que recebe a imprensa especializada a partir da segunda-feira (22) e o público em geral da quarta-feira (24) em diante.

Será do Chevrolet Onix, compacto desenvolvido para substituir o Celta, a tarefa de ajustar o buraco aberto com a aposentadoria do Corsa e nunca suprido a contento com o Agile. Sua missão principal é muito lógica, mas também complicada: deve figurar na lista de carros mais vendidos do país, de preferência disputando o pódio com o Volkswagen Gol e Fiat Uno. Além disso, claro, vai ter de encarar as promessas Hyundai HB20, Toyota Etios e Nissan March, entre outros no principal segmento do mercado nacional. 

Com esta expectativa, Akerson descreveu o novo carro a jornalistas de internet, impressos e televisão do Brasil, América do Sul e até da Coreia do Sul: "O Chevrolet Onix tem visual marcante e seu interior traz equipamentos de ponta, que permitem aos ocupantes se manterem conectados com seu celular via Bluetooth, ligados em suas músicas de iPod e com uma direção tão marcante quanto a de modelos maiores como Sonic e Cruze, graças ao câmbio automático de seis marchas".

Chevrolet Onix em detalhes
Veja Álbum de fotos

Veja abaixo a gama do novo modelo, que tem como destaque de estrutura o entre-eixos de 2,53 metros:

+ Chevrolet Onix LS 1.0
Traz o motor SPE (evolução do Econoflex; a sigla significa Smart Performance Economy) de 80 cavalos e torque de 9,8 kgfm com etanol, câmbio manual de cinco marchas, direção hidráulica, rodas aro 14, airbags e freios com ABS/EBD. Preço: R$ 29.990.

+ Chevrolet Onix LT 1.0
Adiciona vidros dianteiros e travas elétricas (para portas e porta-malas) ao pacote anterior. Oferece vários pacotes de opcionais. Preços: de R$ 31.690 a R$ 34.990.

+ Chevrolet Onix LT 1.4
Pacote semelhante ao LT 1.0, mas com rodas de aro 15 (em vez de 14) e máscara negra nos faróis. Preço: R$ 35.290.

+ Chevrolet Onix LTZ 1.4
Com motor SPE de 106 cv e 13,4 kgfm de torque com etanol, acrescenta ainda ar condicionado, computador de bordo, opção de câmbio automático de seis marchas, sistema My Link (tela sensível ao toque comandando sistema de som e telefonia, com navegação a ser baixada pelo proprietário), faróis de neblina e rodas de liga aro 16. Preços: de R$ 36.490 a R$ 41.990.

A relação completa de preços, fichas técnicas, de equipamentos e de opcionais deverá ser divulgada mais à frente pela GM -- o Ônix tem lançamento oficial (com direito a test-drive) marcado para os dias 30 e 31 de outubro -- mas estes dados já permitem o início do burburinho que a GM espera criar entre os rivais. 

"O Chevrolet Onix é um projeto importante, fruto de um longo investimento de R$ 5,8 bilhões [a cifra diz respeito ao aporte total feito pela marca desde 2008, ano em que se apresentou o Agile, primeiro modelo nacional a trazer a nova identidade da marca], será fabricado aqui no Brasil e esperamos que conquiste o consumidor brasileiro", afirmou Akerson, que comandou o coro dos executivos locais da marca, todos apontando o modelo não apenas como o lançamento mais importante do ano, mas também o mais significativo em quase 20 anos, desde a chegada do Corsa em 1994.

De toda forma, Akerson destacou produção fora da unidade de Gravataí (fábrica gaúcha responsável pelos compactos Celta e Prisma) ou qualquer movimento de exportação do modelo, ao menos numa primeira etapa. "Por ora, não há previsão de fabricar ou vender o Onix em outros mercados, uma vez que o desafio inicial é ganhar a confiança do brasileiro".

Segundo executivos da marca, a proposta é vender cerca de 12 mil unidades do Onix, 1.0 e 1.4, até o final do ano -- o carro estará nas lojas já nesta semana. Liderança no segmento (leia-se, bater o Volkswagen Gol e ignorar o Hyundai HB20)? Não se fala no tema. Por ora.



Shopping UOL

UOL Cursos Online

Todos os cursos