Últimas de Carros

Atualizada em 21.10.2012 20h09

Cadeirinha reduz mortes de crianças em acidentes em 23% após lei

Da Agência Brasil

O número de mortes de crianças com até 10 anos em acidentes de trânsito diminuiu 23%, de acordo com dados do SIM (Sistema de Informação de Mortalidade) divulgados esta semana pelo Ministério da Saúde. O levantamento faz parte de avaliação sobre o impacto da Lei da Cadeirinha sobre a mortes de crianças -- em outras palavras, se a lei "pegou" ou não, e se o uso obrigatório do dispositivo está sendo respeitado ou ignorado por pais/motoristas e autoridades de trânsito.

A avaliação elaborada pelo Ipea (Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada) relacionou os dados de mortalidade de 2009, 2010 e 2011. Entre setembro de 2009 e agosto de 2010, foram 296 mortes. De setembro de 2010 a agosto de 2011, após a definição da obrigatoriedade do uso, portanto, o número caiu para 227.

De acordo com a avaliação do Ipea, as principais vítimas são crianças com até 2 anos. Dos óbitos registrados de setembro de 2005 a agosto do ano passado, 32% foram crianças nessa faixa etária. Durante esse período, a maioria das mortes (42,5%) aconteceu em finais de semana e 23,9% nos meses das férias escolares.

ENTENDA O USO DA CADEIRINHA

Até 1 anoDe 1 a 4 anosDe 4 anos a 7,5 anos
A criança deve ficar obrigatoriamente no bebê conforto, que tem de ser fixado com o cinto de segurança do banco traseiro.A cadeirinha segue a mesma regra: deve ser fixada com o cinto de segurança no banco traseiroA criança senta-se sobre o assento de elevação ou booster fixado com o cinto de segurança.
  • Crianças maiores, de até 10 anos, devem viajar no banco traseiro, com cinto de segurança. Na frente, apenas se outras crianças ocuparem o assento traseiro. Desobedecer à lei é infração de trânsito gravíssima e rende multa e sete pontos.

USO DA CADEIRINHA
A Lei da Cadeirinha obriga o uso de dispositivos para transportar crianças em automóveis. Crianças de até 12 meses devem ser transportadas no bebê-conforto; de 1 a 4 anos, nas chamadas cadeirinhas; e de 4 a 7 anos e meio, o ideal é que usem assento elevatório. Acima dessa idade,  já vale o uso normal do cinto de segurança do veículo, sempre no banco de trás.

Quem descumprir a lei pode ter de pagar multa de  R$ 191,54 e perder sete pontos na carteira. O descumprimento da Lei da Cadeirinha é considerada infração gravíssima segundo o CTB (Código de Trânsito Brasileiro). (Com Redação de UOL Carros)

Topo