Últimas de Carros

Peugeot fará 2008 no RJ para declarar guerra ao EcoSport

Divulgação
Peugeot 2008 foi concebido por centros de estilo da França, China e Brasil imagem: Divulgação

Do UOL, em São Paulo (SP)

A francesa Peugeot divulgou mais detalhes sobre seu conceito de SUV compacto 2008 e, desta vez, acabou deixando as coisas mais interessantes para o Brasil. Assim como o hatch 208, que será fabricado no Brasil a partir de 2013, o pequeno utilitário também sairá da fábrica de Porto Real (RJ), em algum momento a partir do próximo ano. Com ele, a marca francesa deverá decretar guerra ao Ford EcoSport, assim como a Renault havia feito com seu Duster.

Inicialmente, sabia-se apenas que o 2008, mostrado no Salão de Pequim com o nome de Urban Crossover, em abril, seria baseado no hatch 208 e que faria sua estreia com o nome definitivo no Salão de Paris, no final de setembro. O novo comunicado da marca, divulgado à imprensa especializada mundial nesta quarta-feira (12), confirmou que o modelo começará a ser vendido na França e Europa continental a partir de março de 2013, na Inglaterra e Reino Unido, em junho, e "mais tarde" na América Latina. O SUV será fabricado em Mulhouse (França), Wuhan (China) e em Porto Real. Curiosamente, não há menção ao início das vendas para o mercado asiático.

O anúncio neste momento pode ser uma reação da Peugeot à Ford, que cravou a venda do novo EcoSport na Europa -- com grandes chances de ser fabricado localmente, na Espanha e/ou no Reino Unido, segundo informações obtidas por UOL Carros -- em um intervalo de 18 meses (saiba mais aqui).

De fato, a crise nos mercados desenvolvidos está ampliando a importância de modelos menores e mais baratos, como hatches e sedãs compactos e derivados de suas carrocerias. A Ford tem intenção de vender 2 milhões de unidades de compactos em todo mundo até 2015 e a Peugeot vai seguir pelo mesmo caminho.

DETALHES
A Peugeot revelou apenas uma motorização para seu SUV compacto até o momento. Na Europa, ele será equipado com um novo motor, de concepção bastante moderna, de 1,2 litro, três cilindros, turbo e injeção direta -- um típico exemplo da atual meta de downsizing das grandes fabricantes. Com gasolina, ele deve gerar 110 cavalos.

Não houve definição para a motorização brasileira, mas é simples apontar que o bloco EC5, de 1,6 litro e que dispensa o tanquinho da gasolina para partidas em dias frios, estará disponível. Ele gera 122 cavalos com etanol e já é utilizado nos modelos C3 (segunda geração), C3 Picasso e AirCross, da Citroën, e no médio 308, da Peugeot.

Além disso, sabe-se que o 2008 será um pouco menor que o EcoSport, com 4,14 metros de comprimento (o Ford tem 4,24 m) e 1,74 m de largura (contra 1,76 m). O Renault Duster é maior deles: tem 4,31 m por 1,82 m. Mas EcoSport, e agora 2008, apresentam visual mais contemporâneo, fugindo do formato "caixote". Quem também vai entrar no cenário em breve, na Europa e aqui no Brasil, é a GM com seu Chevrolet Trax (mais detalhes aqui), feito sobre a plataforma de Cobalt, Sonic, Spin e Onix. A briga, pelo visto, apenas começou.

Topo