Ferrari 458 Italia chega ao Brasil com preço inicial de R$ 1,5 milhão

EUGÊNIO AUGUSTO BRITO
Da Redação

  • Murilo Góes/UOL

    458 Italia: nova criação de Maranello integra elite esportiva do país ao custo de R$ 1,5 milhão

Foi apresentada à imprensa brasileira nesta terça-feira (20), em São Paulo, a nova Ferrari 458 Italia, o mais recente lançamento da casa italiana e que havia feito sua estreia mundial no último Salão de Frankfurt, em setembro do ano passado (clique aqui e reveja a cobertura de UOL Carros). O Brasil será o primeiro país da América Latina e Caribe a receber a 458 Itália, que começa a ser vendida oficialmente por estas bandas entre junho e julho. Mas se você tem cacife, pode pedir já: segundo o representante da marca no país, 10 unidades já estão encomendadas e devem ser entregues até setembro (seis delas na cidade de São Paulo e região metropolitana). O preço cobrado para se colocar uma na garagem vai variar entre R$ 1,5 milhão e R$ 1,6 milhão, de acordo com o nível de personalização exigida no acabamento: a mais cara poderá vir com interior mais esportivo em composto de carbono, sistema de som diferenciado e revestimento dos assentos em Alcantara no lugar do couro tradicional.

NAO TINHA O SCHUMI?

  • Sim, o alemão Michael Schumacher ajudou a desenvolver a 458 Italia (e participou do lançamento, em Frankfurt). Mas, de casa nova na F-1, foi devidamente limado da apresentação brasileira. Clique no link abaixo e saiba mais:

Com linhas projetadas pelo estúdio Pininfarina (e que segundo a marca representa "uma total ruptura com o passado"), o modelo que sucede a F430 é o primeiro da Ferrari equipado com motor traseiro de injeção direta: um monumental V8 de 4,5 litros (4.499 cm³) gera 570 cavalos de potência a 9.000 rpm e torque de 55,1 kgfm, com 80% da força disponível já a 3.250 rpm (força máxima aos 6.000 giros).

"A Ferrari 458 Italia exige uma linha de montagem específica para seus motores e a expectativa de venda é alta, com cerca de 5.500 a 6.000 unidades em todo mundo [em 2010]", afirmou o sócio-diretor da Via Italia, Francisco Longo, importador oficial do modelo para o país.

Ainda nas palavras de Longo, a Ferrari 458 Italia deve se alinhar entre os modelos California e 599 GTB Fiorano, os mais vendidos da Scuderia no país. Até o final do ano, cerca de 20 unidades da 458 devem estar circulando pelo Brasil, ajudando a fazer de 2010 o melhor ano para a representaç da Ferrari em uma década.

E um detalhe deve ajudar a movimentar ainda mais o ano no segmento esportivo de alto luxo: a novíssima Ferrari 599 GTO com motor V12, feita em série limitada de 599 unidades e que fará sua estreia mundial njo Salão de Pequim (China) em maio, deve ser mostrada aos brasileiros no Salão do Automóvel de São Paulo, entre outubro e novembro.

  • Murilo Góes/UOL

    Acima o motorzão que dá nome ao carro: 4,5 litros com 8 cilindros em V e potência de 570 cv

FERRARI VERDE
A Ferrari 458 Italia que chega agora ao país promete entregar novidades em termos de design, aerodinâmica, ergonomia, dirigibilidade, instrumentação e motorização. Além disso, o cupê superesportivo de dois lugares foi totalmente desenvolvido sob rígidas regras de consumo de combustível e emissão de poluentes, representando um novo padrão para a Scuderia Ferrari: ele representa uma linha de alta performance pensada com certa responsabilidade ambiental.  

FICHA TÉCNICA: Ferrari 458 Italia

Motor: V8 a 90º, 4.999 cc
Potência: 570 cv a 9.000 rpm (incluindo 5 cv de efeito RAM).
Torque: 55,1 kgfm a 6.000 rpm.
Taxa de compressão: 12.5:1.
Transmissão: Câmbio F1 de sete velocidades e dupla embreagem; sistema de tração F1-Trac.
Suspensão: Braços duplos de suspensão frontal e conjunto multilink na traseira; controle de estabilidade ESP 8.0 e diferencial eletrônico E-Diff3.
Dimensões: 4.527 mm (comprimento)
1.937 mm (largura)
1.213 mm (altura)
2.650 mm (entre-eixos)
1.380 kg (peso a seco)
Distribuição de peso: 42% frontais/58% traseiros
Performance: 325 km/h (velocidade máxima)
3,4 s (0-100 km/h)
32,5 m (100-0 km/h)

"Infelizmente, tivemos de reconsiderar toda nossa linha de desenvolvimento de motores devido à maior restrição de emissões e de níveis de consumo agora pedida", afirmou o gerente geral da Ferrari para a América Latina, Lorenzo Cussigh.

O resultado desse "aperto ambiental" em Maranello, porém, foi o desenvolvimento de um motor mais potente e com maior cilindrada e ainda assim mais econômico, com redução de até 8% no consumo de combustível em relação aos antecessores. "Desenvolvemos alguns componentes, como pistões e o sistema de injeção direta, de forma a ter um menor atrito no interior do bloco e, assim, conseguir maior desempenho e potência com melhorias de consumo", prosseguiu o executivo ferrarista.

O motor de 8 cilindros montados em V a 90º tem taxa de compressão de 12.5:1, potência específica de 127 cv/litro e, com ele, a Ferrari 458 Italia tem relação peso/potência de 2,42 kg/cv (o carro pesa 1.380 kg a seco), com consumo médio estimado pela fábrica em 7,3 km por litro de gasolina e emissões em 320 g/km. Há ainda o uso da caixa automatizada de dupla embreagem e sete marchas, chamada de F1 Dual Clutch Gearbox. Na prática, significa que a fabricante italiana se rendeu à solução difundida pelas montadoras alemães para trocas mais rápidas e suaves.

  • Murilo Góes/UOL

    Traseira volumosa abriga motor V8 e encerra soluções aerodinâmicas da Ferrari 458 Italia

Visualmente, a Ferrari 458 Italia entrega linhas mais limpas e atuais, com ênfase em caixas de rodas mais ressaltadas (em vez de aerofólios e spoilers gigantescos), tomadas de ar embutida no para-choque frontal que abriga também pequenos spoilers em forma de chifre e o cavalo empinado simbólico da Ferrari; acima, o conjunto óptico dominado por uma coluna de LEDs recorta as laterais do capô. Nas laterais, destaque para os emblemas da Scuderia e da casa Pininfarina e para o recorte na base das portas, ladeadas pelas gigantescas rodas aro 20 equipadas com pneus 235/35 8.5" (dianteiros) e 295/35 10.5" (traseiros). Na traseira do carro, uma tampa de vidro permite observar o bloco V8 de 570 cv, seguida por uma pequena asa ladeada pelas lanternas e sublinhada pela saída tripla de escapes que separa o difusor em duas partes.

titulo-box Shopping UOL

UOL Cursos Online

Todos os cursos