Últimas de Carros

Airbags da Takata atingem a Ferrari

Divulgação
Superesportivo híbrido limitado a 500 unidades, LaFerrari está envolvida no recall imagem: Divulgação

O escândalo dos airbags defeituosos da fabricante japonesa Takata chegou à Ferrari nos Estados Unidos, que anunciou nesta sexta-feira (17) recall de centenas de carros no país da América do Norte.

Segundo a NHTSA (agência de segurança rodoviária dos EUA), a marca convocou 814 carros, fabricados entre dezembro de 2014 e abril deste ano. Todo o line-up da marca está envolvido: 458 Italia, 458 Italia Spider, 458 Speciale, 458 Speciale A, California T, FF, F12 Berlinetta e LaFerrari.

De acordo com a fabricante, uma centena destas unidades está equipada com um airbag mal colocado do lado do motorista, que pode ter mau funcionamento quando acionado, criando a possibilidade de o motorista se ferir em caso de acidente.

Divulgação
Todos os carros do atual line-up da Ferrari estão envolvidos no chamado imagem: Divulgação

Registro de acidentes

Aos airbags defeituosos da Takata já foram atribuídas pelo menos oito mortes e mais de 100 pessoas feridas, segundo dados oficiais provisórios.

A falha, que tem sido associada ao gás químico utilizado para insuflar a bolsa, pode fazer com que os airbags explodam sob certas condições (idade, umidade, etc.), projetando peças metálicas e de plástico contra os ocupantes do veículo.

Vários grandes fabricantes de automóveis têm sido afetados, incluindo Honda, BMW, Fiat Chrysler, General Motors, Ford, Mazda, Mitsubishi Motors, Nissan, Subaru e Toyota. Cerca de 34 milhões de carros estão sendo retirados do mercado nos Estados Unidos.

Topo