Últimas de Carros

G 310R é trampolim para BMW ter fábrica própria de motos no Brasil

Arthur Caldeira

Da Infomoto, especial para o UOL, em Milão (Itália)

Motocicleta de menor cilindrada já apresentada pela BMW, a G 310R estreou mundialmente no Salão de Milão 2015 e chega às lojas brasileiras no segundo semestre do ano que vem, com montagem feita localmente em Manaus (AM).

O objetivo é ambicioso: fazer dela o modelo de duas rodas da marca mais vendido no país. Quem confirmou os planos foi nada menos do que o presidente-executivo mundial da BMW Motorrad, Stephan Schaller, durante a apresentação do produto no evento italiano. "Ela é mais do que uma moto pequena: é a nova embaixadora da marca e, certamente, será nossa moto mais vendida no Brasil”, cravou o executivo à Infomoto em entrevista concedida no salão.

A fabricante evita falar em números, pois alega que "ainda está descobrindo um segmento novo", mas aposta: nosso país deve se tornar um dos principais mercados para a G 310R, junto com a China. A proposta é conquistar motociclistas mais jovens, em busca de sua primeira moto, e então fidelizá-los. “Muitos motociclistas que compram a G 650GS migram depois para nossa linha de 800 cc”, afirmou Heiner Faust, vice-presidente de vendas e marketing. Ele usou como exemplo a menor moto vendida pela BMW até a criação da G 310R. 

Divulgação/EICMA
Motor de 34,4 cv será usado em outros modelos da nova família de 300 cc imagem: Divulgação/EICMA

Fábrica própria e nova família

Caso a naked de 300 cc tenha o sucesso esperado, a montadora alemã não descarta expandir suas operações locais -- a média mensal de vendas nos últimos anos está próxima a 650 unidades -- com uma fábrica própria no país. "Anda não tomamos uma decisão, mas é possível", adiantou o presidente-executivo. 

Atualmente, os sete modelos feitos aqui (a G 310R será o oitavo) são montados em sistema CKD (peças chegam inteiramente prontas de fora) pela Dafra.

Uma coisa é certa: a G 310R não veio para ficar sozinha. Dela deve ser derivada uma família de produtos de 300 cc. "Costumamos fazer diferentes modelos com o mesmo motor e isso também deverá acontecer com este”, garantiu Schaller. 

Divulgação/EICMA
Nova R Nine T Scrambler é outra atração da marca no evento italiano imagem: Divulgação/EICMA

Jeito de moto maior

Desenvolvida na Alemanha, a G 310R foi desenhada para ter jeito de moto maior, de acordo com o chefe de design da marca, Ola Stenegard. “Sabíamos que ela não poderia parecer pequena”, admitiu. Para isso, as linhas angulosas e o peso concentrado na dianteira foram inspirados da S 1000R, naked de 1.000 cc.

O propulsor, monocilíndrico de 313 cm³ com arrefecimento líquido, produz 34,4 cv de potência (a 9.100 rpm) e 2,85 kgfm de torque (a 7.500 rpm). O câmbio é de seis velocidades e a transmissão final, por corrente. A BMW declara 145 km/h de velocidade final.

Na parte ciclística, o chassi tubular feito em aço traz garfo telescópico invertido na dianteira. O mono-amortecedor traseiro está fixado diretamente à balança de alumínio -- especificações que a posicionam como uma compacta premium. Rodas de liga leve aro 17 são calçadas por pneus radiais de 11 e 15 cm de largura, respectivamente na dianteira e traseira. Os freios, a disco em ambas as rodas, contam sistema ABS (antitravamento).

Topo