Capacete sujo acumula germes e pode até dar câncer; saiba como limpar

Aldo Tizzani

Da Infomoto

  • Divulgação

    Prefira usar escovas com cerdas macias e produtos de Ph neutro para higienizar seu capacete; secá-lo na sombra também ajuda a preservar componentes e pintura

    Prefira usar escovas com cerdas macias e produtos de Ph neutro para higienizar seu capacete; secá-lo na sombra também ajuda a preservar componentes e pintura

Equipamento de proteção obrigatório, o capacete pode se transformar em uma incubadora de fungos, bactérias e ácaros se não for higienizado adequadamente.

O ambiente escuro e úmido é chamariz para concentração destes microrganismos, que podem provocar problemas respiratórios e irritação nos olhos e nas mucosas do nariz e da boca. Em casos extremos, até gerar microtoxinas que podem causar câncer nas vias aéreas (como nariz e garganta).

Por tudo isso, o capacete deve ser comparado a uma roupa íntima: o mais aconselhável é lavá-lo com sabão neutro e não emprestá-lo a ninguém. Quem quer mais eficiência na limpeza pode recorrer a outros recursos, como a higienização por ozônio, por exemplo, que dura cerca de 30 minutos.

Mario Villaescusa/Infomoto
Deixar o capacete exposto ao sol por muito tempo pode reduzir a vida útil do equipamento
PARTE EXTERNA
Lave o casco e -- principalmente -- a viseira somente a mão e com água corrente, porque sabão e esponjas podem danificar a peça, especialmente se ela possuir algum tipo de tratamento especial (antiembaçante, antirriscos, anti-raios UV, etc). A secagem também deve ser feita de forma natural, à sombra.

Recomenda-se ainda a aplicação de cera protetora, a mesma utilizada na lataria dos carros, depois de completado o procedimento, para proteger a parte externa das ações do sol.

POR DENTRO
Os capacetes são compostos por algumas partes removíveis e laváveis, como forro, narigueira e viseira. Segundo os fabricantes, a limpeza dessas peças deve ocorrer a cada 30 dias no verão e 60 dias no inverno. "Para essa higienização, todos os acessórios removíveis precisam ser retirados e lavados em separado", frisa Karin Obertopp, gerente de marketing da BR Motorsport, importadora e distribuidora de três marcas de capacetes no Brasil.

Para essa limpeza, está liberado o uso de Ph neutro: água morna, shampoo infantil, sabão neutro ou de coco. "O ideal é fazê-la com uma escova de cerdas macias", ressalta a gerente. A secagem, mais uma vez, tem que ser feita em local seco e ventilado, porém longe dos raios solares. "A exposição ao sol e o uso de água quente, escovões de cerdas espessas e produtos muito abrasivos comprometem a durabilidade do tecido", alerta a especialista.

HIGIENIZAÇÃO POR OZÔNIO
Os processos tradicionais de limpeza demandam produtos químicos e procedimentos que não garantem 100% de eficiência na limpeza do capacete. O ozônio, 100% natural, não deixa resíduos ou odores. O recomendável é fazer este tipo de higienização a cada dois meses.
Mario Villaescusa/Infomoto
Procure guardar seu capacete em locais livres do calor e da umidade
A higienização por ozônio elimina riscos de contaminação de doenças, cheiros desagradáveis e oferece uma sensação de estar usando um produto novo, que acabou de sair da caixa. Ela pode ser encontrada em algumas concessionárias e lojas especializadas, a preços que variam entre R$ 10 e R$ 50.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos