Moto também sofre com o calor; saiba como protegê-la

Da Infomoto

  • Mario Villaescusa/Infomoto

Depois de vivermos o ano mais quente já registrado, em 2014, voltamos a ter temperaturas altíssimas no verão de 2015. Sob o sol escaldante e em meio a temperaturas que beiram os 40°C, motociclistas sofrem ao pilotar vestidos com todos os equipamentos de proteção necessários.

Mas não só eles: as motocicletas também são mais exigidas nessas condições e demandam cuidados especiais. Os sistema de refrigeração e de lubrificação, por exemplo, passam a ter ainda mais importância para manter o motor na temperatura adequada. Algumas peças, por sua vez, podem ter desgaste acentuado e até mesmo perder a eficiência. 

Para evitar dores de cabeça até o fim da estação mais quente do ano, Infomoto mostra quais partes de sua moto ficam mais vulneráveis sob clima quente, e quais os cuidados necessários:

Infomoto
1. REFRIGERAÇÃO
A temperatura do motor pode passar facilmente dos 100°C. Ao atingir tal marca, a moto perde desempenho. No caso de modelos com arrefecimento líquido (o mais eficiente), é fundamental verificar constantemente o nível de fluido -- preferencialmente em local plano: se estiver próximo ou abaixo da marca inferior, complete até a marca superior com 50% de etilenoglicol (ou coolant) e 50% de água destilada.

Em emergências, use água destilada ou filtrada, já que a água corrente -- com cloro e outros sais minerais -- pode corroer o motor. Consulte também o manual do proprietário e faça a troca completa do líquido periodicamente, de acordo com as instruções do fabricante.

"O funcionamento correto do sistema aumenta desempenho, durabilidade e economia de combustível", lembra o mecânico profissional Rogério Otani.

2. LUBRIFICAÇÃO
Vital para a durabilidade, reduz o atrito entre as peças e também auxilia na refrigeração do motor. No verão, sua importância aumenta, sobretudo nas motos que trafegam no trânsito pesado. Para mantê-la em equilíbrio, consulte diariamente o nível do óleo e, caso necessário, complete-o.

Além disso, faça a troca nos intervalos recomendados pela fabricante. Nas motos mais antigas ou com quilometragem elevada, o cuidado deve ser ainda maior. Lembre-se que a leitura do nível de óleo deve ser feita com o motor frio e com a moto na posição vertical.

Infomoto
3. TRANSMISSÃO FINAL
Coroa, corrente e pinhão também sofrem muito com o calor. O conjunto é responsável pela transmissão do movimento do câmbio para a roda. Nesse processo, a corrente é submetida a um atrito muito forte, que gera calor. Sem lubrificação adequada, a temperatura extremamente elevada levará os componentes a dilatar, ocasionando desgaste prematuro. 

Ter a corrente lubrificada é procedimento crucial nesse processo. "Quando fica seca, a corrente estica demais e, em alguns casos, pode arruinar praticamente todo o conjunto de relação, mesmo novo", ressalta Marcos Vinícius de Santana, gerente da Power Moto Center, oficina especializada em manutenção de motocicletas.

4. PNEUS
Se a temperatura do ar estiver a 25°C, a do asfalto pode superar os 40°C. Nessas condições, andar com calibragem baixa acelera o desgaste, aumenta o consumo e, em situações extremas, provoca acidentes. Calibrar os pneus com a pressão indicada pela montadora é garantia de segurança. "A verificação deve ser feita semanalmente", alerta Humberto Andrade, diretor para pneus de moto da Pirelli na América do Sul.

Divulgação
5. PROTEJA O BANCO DO SOL
Grande parte dos assentos de motocicletas é confeccionada em curvim, tecido sintético e resistente, porém suscetível à ação dos raios solares. Se exposto costumeiramente a sol e chuva, o tecido pode rachar e, posteriormente, rasgar, condenando a espuma a apodrecer por infiltração de água.

Evite esse tipo de incidência estacionando sua moto em áreas de sombra, ou deixando o banco sempre coberto com pano ou papelão.

Divulgação
6. DESGASTE DOS COMANDOS
Botões e chaves do guidão, manoplas e espelhos retrovisores podem perder a cor original quando expostos ao sol por longos períodos. Se o material for de má qualidade, é ainda pior: botões como os de farol e luz de seta podem trincar. 

Fuja desse aborrecimento evitando que sua moto fique muito tempo exposta ao sol. Outra dica é hidratar as peças com silicone líquido, que ajuda a evitar ressecamento.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos