Qual moto comprar entre R$ 10 mil e R$ 25 mil? Conheça 18 opções

Da Infomoto

O departamento de marketing das fábricas não cansa de vender a ideia de que as motos de 250 cc são a evolução natural do motociclista que tinha uma CUB de 100 cc ou uma street de 125/150cc. Eles não estão errados. Todo motociclista de longa data certamente começou com uma moto menor e, em algum momento da vida, trocou por outra com mais potência.

Se você se encontra nesse estágio de sua jornada como motociclista, este superguia vai ajudá-lo. Infomoto lista 18 modelos, de R$ 10 mil a R$ 25 mil, que podem ser uma boa pedida a quem quer subir de segmento nas duas rodas. O ranking abre espaço para pequenas aventureiras, miniesportivas; scooters e até motos de uso misto, com porte que vai de 250 cc até 600 cc.

Além das impressões sobre desempenho, a reportagem apresenta preços para reposição de peças e cotações de seguro (com cotação baseada em um homem solteiro de 35, morador da zona sul de São Paulo (SP). Tudo para que você acerte na hora de escolher sua nova moto. Confira: 

YAMAHA FAZER YS 250 – R$ 11.760 (R$ 12.030 BlueFlex)
Sucesso de vendas, a Fazer YS 250 é uma motocicleta urbana de nascença, mas que reúne versatilidade, confiabilidade, conforto, economia e agilidade para também encarar viagens curtas. Com a vantagem de que, desde 2012, o motor monocilíndrico de 249 cm³, de 21 cv, passou a contar com a tecnologia bicombustível (versão BlueFlex). O visual é harmonioso e o conjunto ciclístico, bastante macio e estável.

Quanto custa manter?
+Seguro: R$ 2.616,00
+Pastilha dianteira: R$ 100,00
+Pastilha traseira: R$ 100,00
+Pisca dianteiro esquerdo: R$ 55,50
+Manete esquerdo: R$ 23,00
+Retrovisor esquerdo: R$ 60,00
+Conjunto óptico: R$ 240,00
+Troca de óleo: R$ 65,00
+Garantia: 1 ano

HONDA CB 300R – R$ 12.140 (R$ 13.840 C-ABS)
Lançada em 2009 para enfrentar a Fazer 250, a CB 300R também possui motor flex, com a vantagem de ter 50 cc a mais e ser mais potente (26,7 cv com etanol). Não à toa, é o modelo líder de seu segmento. Se o dono estiver focado no consumo, é só abastecer com gasolina que a média sobe de 16 km/l para 27 km/l. Além disso, a CB 300R também é afeita a pegar uma estrada, tanto pelo rendimento do motor quanto pelo conforto do assento em dois níveis e posição de pilotagem. Há ainda a versão C-ABS, que combinam freios combinados com o sistema antitravamento. A única desvantagem é que as suspensões sofrem um pouco mais na buraqueira das grandes cidades.

Quanto custa manter?
+Seguro: R$ 3.084,00
+Pastilha dianteira: R$ 122,00
+Pastilha traseira: R$ 167,00
+Pisca dianteiro esquerdo: R$ 31,00
+Manete esquerdo: R$ 19,70
+Retrovisor esquerdo: R$ 92,40
+Conjunto óptico: R$ 315,00 (apenas bloco óptico) + R$ 31,20 (carenagem central) + R$ 75,30 (carenagens laterais)
+Troca de óleo: R$ 70,60
+Garantia: 1 ano

Dafra Next
 
 
250
Veja Álbum de fotos

DAFRA NEXT 250 – R$ 12.540
Apresentada no Salão Duas Rodas 2011, a Dafra Next 250 chamou a atenção pelo desenho arrojado. Na prática, é uma moto que também oferece conjunto mecânico diferenciado (motor com arrefecimento líquido, de 25 cv, e câmbio de seis marchas), que incomoda um pouco na cidade (pede constantes trocas de marcha), mas manda muito bem na estrada. Por ser mais potente e robusta que suas rivais, cobra preço um pouco mais alto na versão de entrada.

Quanto custa manter?
+Seguro: sem aceitação
+Pastilha dianteira: R$ 100,46
+Pastilha traseira: R$ 98,75
+Pisca dianteiro esquerdo: R$ 42,11
+Manete esquerdo: R$ 28,85
+Retrovisor esquerdo: R$ 85,00
+Conjunto óptico: R$ 393,66
+Troca de óleo: R$ 117,00
+Garantia: 1 ano

Yamaha Lander vs. Honda XRE
 
 
300
Veja Álbum de fotos

YAMAHA LANDER XTZ 250 -- R$ 12.840
Marcada por manter praticamente o mesmo desenho desde o lançamento, em 2006, a Yamaha XTZ 250 Lander conta com propulsor monocilíndrico de 250 cc e 20,1 cv, munido de injeção eletrônica. É uma trail valente para encarar chão de terra, mas também corresponde no asfalto. A cara é de moto de trilha e a posição de pilotagem é típica do off-road. Sendo assim, é indispensável que o comprador desta máquina tenha espírito aventureiro aceso.

Quanto custa manter?
+Seguro: R$ 2.143,00
+Pastilha dianteira: R$ 165,00
+Pastilha traseira: R$ 100,00
+Pisca dianteiro esquerdo: R$ 36,00
+Manete esquerdo: R$ 22,00
+Retrovisor esquerdo: R$ 60,00
+Conjunto óptico: R$ 126,00
+Troca de óleo: R$ 90,00
+Garantia: 1 ano 

Infomoto
Dafra Roadwin 250
DAFRA ROADWIN 250R – R$ 13.590
Fruto da parceria entre a Dafra e a coreana Daelim, a Roadwin 250 tem preço e potência menores do que outras miniesportivas. Ela vem equipada com motor monocilíndrico de 24 cv, e pode ser uma boa opção para os fãs do segmento com menor poder aquisitivo. O acabamento da Roadwin é de qualidade e confere um ponto forte ao modelo, com direito a painel de instrumentos completo, rodas de liga leve, tampa do tanque de combustível em padrão aeronáutico e lanterna traseira em LEDs. Por outro lado, o elevado peso de 173 quilos (em ordem de marcha) fala contra.

Quanto custa manter?
+Seguro: R$ 3.671,00
+Pastilha dianteira: R$ 100,46
+Pastilha traseira: R$ 98,75
+Pisca dianteiro esquerdo: R$ 42,11
+Manete esquerdo: R$ 28,85
+Retrovisor esquerdo: R$ 85,00
+Conjunto óptico: R$ 393,66
+Troca de óleo: R$ 117,00
+Garantia: 1 ano 
Infomoto
Yamaha XTZ 250 Ténéré
YAMAHA XTZ TÉNÉRÉ 250 – R$ 13.620
A caçula da família Ténéré nada mais é que uma versão mais touring da XTZ 250 Lander, com quem partilha motor e freios. A potência do propulsor, entretanto, é de 21 cv; a relação de marchas foi alongada, para melhorar desempenho e conforto na estrada; o tanque de combustível é maior, com 16 litros de capacidade; o banco tem espuma mais espessa; a posição de pilotagem é mais relaxada, com guidão alto e para-brisa; e o garfo dianteiro da suspensão é mais curto. Tudo para deixá-la mais on-road que a prima de primeiro grau. 

Quanto custa manter?
+Seguro: R$ 2.249,00
+Pastilha dianteira: R$ 99,00
+Pastilha traseira: R$ 137,00
+Pisca dianteiro esquerdo: R$ 37,00
+Manete esquerdo: R$ 22,00
+Retrovisor esquerdo: R$ 57,00
+Conjunto óptico: R$ 810,00
+Troca de óleo: R$ 95,00
+Garantia: 1 ano

Yamaha Lander vs. Honda XRE
 
 
300
Veja Álbum de fotos

HONDA XRE 300 - R$ 13.850 (R$ 15.800 ABS)
Mais uma trail que consegue passear por vias asfaltadas e terrenos acidentados com a mesma destreza, a Honda XRE 300 conta com motor flexível de 26,1/26,3 cv (gasolina/etanol), capaz de fazer médias parecidas de consumo, com os dois tipos de combustível, na rua e também na terra. Devido às rodas de 21 polegadas e suspensão bastante longa, a XRE garante impactos suaves para os braços e costas do condutor, além de boa aderência e força para passar por trilhas com obstáculos e subidas íngremes -- apesar de esta não ser uma máquina legítima de cross.

Quanto custa manter?
+Seguro: R$ 3.796,00
+Pastilha dianteira: R$ 215,00
+Pastilha traseira: R$ 180,00
+Pisca dianteiro esquerdo: R$ 43,00
+Manete esquerdo: R$ 23,00
+Retrovisor esquerdo: R$ 77,00
+Conjunto óptico: R$ 264,00 + R$ 46,00
+Troca de óleo: R$ 64,00
+Garantia: 1 ano

DAFRA HORIZON 250 – R$ 15.440
Com a Horizon 250, a Dafra estreou em um segmento categoria pouco explorado no Brasl: o de customizadas de baixa cilindrada. Derivado da Roadwin 250, o modelo alcança 23,1 cv de potência e apresenta ótimo rendimento em médias e altas rotações. O painel de instrumentos é simples e o ângulo de esterço do guidão permite mudar de direção com agilidade. Na ciclística, pedaleiras e guidão acomodam braços e pernas de maneira confortável, e o assento baixo permite alcançar o chão com muita facilidade.

Quanto custa manter?
+Seguro: R$ 1.731,00
+Pastilha dianteira: R$ 31,30 (cada)
+Pastilha traseira: R$ 36,26
+Pisca dianteiro esquerdo: R$ 112,47
+Manete esquerdo: R$ 72,80
+Retrovisor esquerdo: R$ 98,98
+Conjunto óptico: R$ 933,54
+Troca de óleo: R$ 102,12
+Garantia: 1 ano

DAFRA CITYCOM 300i FH-CBS – R$ 15.240
Em parceria com a taiwanesa Sym, a Dafra apostou no segmento de maxiscooters no Brasil e trouxe a Citycom 300i. O sucesso foi maior do que o esperado. Após quatro anos no mercado, o modelo ganhou reforço dos freios combinados, que garante frenagens mais eficientes. O motor, monocilíndrico de quatro tempos, produz 23 cv de potência, força suficiente para o dia-a-dia. A transmissão CVT (continuamente variável) permite ao piloto se preocupar apenas em acelerar e frear, e as rodas aro 16' são bem-vindas para transpor obstáculos.

Quanto custa manter?
+Seguro: R$ 1.621,00
+Pastilha dianteira: R$ 100,46
+Pastilha traseira: R$ 100,00
+Pisca dianteiro esquerdo: R$
+Manete esquerdo: R$ 51,47
+Retrovisor esquerdo: R$ 292,25
+Conjunto óptico: R$ 1.258,60
+Troca de óleo: R$ 67,25
+Garantia: 1 ano

SUZUKI INAZUMA – R$ 15.900
Apresentada no Salão Duas Rodas 2013, a Inazuma coloca a Suzuki em um dos segmentos mais importantes do mercado nacional. Os diferenciais deste modelo são: motor de dois cilindros paralelos e visual imponente (inspirado na big naked B-King). A proposta mecânica é oferecer mais torque em baixas rotações; por isso, o torque fica em 2,24 kgfm (a 6.500 rpm), enquanto a potência é de 24,5 cv (a 8.500 rpm). Nota-se facilmente, pois, a facilidade para arrancar em manobrar em baixa velocidade, sem precisar trocar de marcha. A ciclística também é apropriada à proposta, mas o peso (182 kg) está acima da média do segmento.

Quanto custa manter?
+Seguro: R$ 3.373,00
+Pastilha dianteira: R$ 395,00
+Pastilha traseira: R$ 330,00
+Pisca dianteiro esquerdo: R$ 140,00
+Manete esquerdo: R$ 165,00
+Retrovisor esquerdo: R$ 160,00
+Conjunto óptico: R$ 750,00 (apenas o vidro) + 160,00
+Troca de óleo: R$ 20,00 (mão de obra) + R$ 90,00 (3 litros de óleo) + R$ 80,00 (filtro) = R$ 190,00
+Garantia: 1 ano

HONDA NX 400I FALCON – R$ 16.990
A NX 400i Falcon é um ícone. Tanto que, quatro anos após ter sua venda interrompida no Brasil, voltou ao mercado em 2012. Ao retornar, ganhou itens como injeção eletrônica, que deixou as acelerações mais suaves e lineares. Por outro lado, para atender às regras de eficiência energética, perdeu 2 cv de potência (foi para 28,7 cv) e alguns décimos de torque (3,27 kgfm). Único modelo de 400 cc do país, a Falcon tem capacidade e conforto para rodar na estrada e fora dela.

Quanto custa manter?
+Seguro: R$ 3.264,00
+Pastilha dianteira: R$ 203,00
+Pastilha traseira: R$ 238,60
+Pisca dianteiro esquerdo: R$ 35,00
+Manete esquerdo: R$ 22,20
+Retrovisor esquerdo: R$ 99,80
+Conjunto óptico: R$ 201,82
+Troca de óleo: R$ 38,70 + R$ 41,00
+Garantia: 1 ano 

Infomoto
Honda CBR 250R
HONDA CBR 250R - R$ 15.887 (R$ 18.296 C-ABS)
No mercado desde 2012, a Honda CBR 250R é mais uma opção de miniesportiva. Importada da Tailândia, ela vem equipada com motor monocilíndrico de 26,4 cv. Visualmente, é inspirada na sport-touring VFR 1200F, inclusive com a carenagem de dupla camada, que esconde os parafusos de fixação. A pequena esportiva também traz um elaborado quadro do tipo Diamond, em treliça, e se mostra bastante ágil e estável nas mudanças rápidas de direção.

Quanto custa manter?
+Seguro: R$ 2.882,00
+Pastilha dianteira: R$ 268,00 e R$ 110,00 (sem abs)
+Pastilha traseira: R$ 93,00
+Pisca dianteiro esquerdo: R$ 229,00
+Manete esquerdo: R$ 67,60
+Retrovisor esquerdo: R$ 110,50
+Conjunto óptico: R$ 490,50
+Troca de óleo: R$ 84,00
+Garantia: 1 ano

KAWASAKI NINJA 300 – R$ 17.990 (R$ 20.990 ABS)
Evolução do modelo de 250 cc, a Ninja 300 foi lançada em 2012. Para acrescentar 50 cc ao modelo, a marca japonesa aumentou o curso dos pistões (agora feitos de alumínio), trocou componentes de eixo balanceiro, virabrequim e bielas, e redimensionou o duto de admissão. A potência subiu a 39 cv (ganhou de 7 cv), e a embreagem é deslizante. Na parte estética, a Ninjinha ficou semelhante à Ninja de 1000 cc.

Quanto custa manter?
+Seguro: Sem Aceitação
+Pastilha dianteira: R$ 130,00
+Pastilha traseira: R$ 130,00
+Pisca dianteiro esquerdo:
+Manete esquerdo: R$ 62,00
+Retrovisor esquerdo: R$ 223,00
+Conjunto óptico: R$ 858,00
+Troca de óleo: R$ 158,00
+Garantia: 1 ano

HONDA CRF 250L – R$ 18.221
Importada da Tailândia, a Honda CRF 250L é uma moto de trilha para a rua. O design segue o estilo agressivo da família off-road da montadora. Já o motor, derivado da "miniesportiva" CBR 250R, tem arrefecimento líquido e é capaz de gerar 23 cv. A sigla "L" vem do inglês "leisure" (lazer), e resume a proposta do modelo: unir proposta aventureira (por isso as rodas de 21/18 polegadas na dianteira/traseira, com pneus cravados e suspensão dianteira invertida) com vocação para rodar na cidade (ela pesa 144 kg, sendo ágil, leve e precisa).

Quanto custa manter?
+Seguro: R$ 3.003,00
+Pastilha dianteira: R$ 70,00
+Pastilha traseira: R$ 96,50
+Pisca dianteiro esquerdo: R$ 190,00
+Manete esquerdo: R$ 38,00
+Retrovisor esquerdo: R$ 34,00
+Conjunto óptico: R$ 469,00
+Troca de óleo: R$ 100,70
+Garantia: 1 ano 

Doni Castilho/Infomoto
Traxx Dunna 600
TRAXX DUNNA 600 – R$ 19.888
Com visual um tanto duvidoso, a trail Dunna 600 é uma opção para quem gosta de pegar a estrada no final de semana: vem equipada com tanque de 19 litros -- que garante boa autonomia -- e itens de sério como duas malas laterais, top case e protetor de motor. O apelo maior fica por conta do preço, abaixo da média do segmento, e do torque em baixas rotações (são 4,6 kgfm, a 4.500 rpm). A Traxx vem calçada com pneus de uso misto, e seu motor monocilíndrico rende até 35,5 cv de potência.

Quanto custa manter?
+Seguro: R$ 3.571,00
+Pastilha dianteira: R$ 65,00
+Pastilha traseira: R$ 65,00
+Pisca dianteiro esquerdo: R$ 70,00
+Manete esquerdo: R$ 70,00
+Retrovisor esquerdo: R$ 117,00
+Conjunto óptico: R$ 1.100,00
+Troca de óleo: R$ 90,00
+Garantia: 1 ano

DAFRA MAXSYM 400I ABS – R$ 21.290
Após o grande sucesso do Citycom 300i no Brasil, a Dafra trouxe ao país mais um produto em parceria com a taiwanesa Sym: o Maxsym 400i ABS. Projetado para oferecer maior conforto na estrada, sem perder as características urbanas, o maxiscooter traz de série itens como ABS, espaço para dois capacetes sob o banco, apoio de lombar para os dois passageiros, para-brisa com ajuste de altura, freio de estacionamento, porta-objetos, entrada USB e tomada 12V. O preço é bastante atraente, mas falta fôlego ao propulsor (são 3,2 kgfm de torque) em retomadas e subidas, devido ao peso de 229 quilos.

Quanto custa manter?
+Seguro: R$ 2.239,00
+Pastilha dianteira: R$ 162,40 cada
+Pastilha traseira: R$ 236,60
+Pisca dianteiro esquerdo: R$ 800,00 (com farol)
+Manete esquerdo: R$ 276,50
+Retrovisor esquerdo: R$ 365,40
+Conjunto óptico: R$ 1.600
+Troca de óleo: R$ 147,15
+Garantia: 1 ano

Honda CB
 
500F
Veja Álbum de fotos

HONDA CB 500F – R$ 22.000 (R$ 23.500 ABS)
A CB 500F é a representante naked de uma nova plataforma mundial da Honda, projetada para ser mais acessível no custo e no nível de pilotagem. O propulsor bicilíndrico de 50,4 cv foi projetado para ser amigável e economizar combustível: no uso urbano, o consumo varia entre 20 e 25 km/l. Na estrada, a média chega a quase 30 km/l. Na parte ciclística, a CB 500F surpreende. A suspensão -- composta por garfo telescópico na dianteira e monoamortecedor na traseira -- é bem ajustada, o que faz a naked uma moto ágil e precisa.

Quanto custa manter?
+Seguro: R$ 4.699,00
+Pastilha dianteira: R$ 320,00
+Pastilha traseira: R$ 122,00
+Pisca dianteiro esquerdo: R$ 127,69
+Manete esquerdo: R$ 36,24
+Retrovisor esquerdo: R$ 185,00
+Conjunto óptico: R$ 462,00
+Troca de óleo: R$ 147,55
+Garantia: 1 ano

HONDA CBR 500R – R$ 23.000 (R$ 24.500 ABS)
A missão da CBR 500R é ampliar a participação da Honda no segmento esportivo acima de 450 cc, preenchendo de forma racional a distância entre as miniesportivas e modelos um pouco mais robustos, como a Honda CBR 600F. O visual foi inspirado na famosa superesportiva CBR 1000RR, e o motor, bicilíndrico de 50,4 cavalos, entrega aceleração progressiva e bem suave, com bastante torque em rotações mais baixas. Esta moto também é ágil e pode ser pilotada de forma bem esportiva.

Quanto custa manter?
+Seguro: Sem Aceitação
+Pastilha dianteira: R$ 327,00
+Pastilha traseira: R$ 119,00
+Pisca dianteiro esquerdo: R$ 140,00
+Manete esquerdo: R$ 42,30
+Retrovisor esquerdo: R$ 205,00
+Conjunto óptico: R$ 947,00
+Troca de óleo: R$ 140,00
+Garantia: 1 ano

UOL Cursos Online

Todos os cursos