Yamaha traz V-Max de volta por R$ 99 mil; veja novidades da marca

Cicero Lima

Da Infomoto

A V-Max, drag-bike com motor V4 de quase 200 cv e referência mundial em desempenho, é um dos destaques do estande da Yamaha no Salão Duas Rodas 2013. O modelo voltará a ser opção para consumidores brasileiros em março de 2014, por R$ 99 mil.

A cor azul, tão tradicional da marca, está representada por modelos como a recém-lançada MT-09, que deverá, em breve, frequentar nossas ruas. "Trata-se de um estudo de mercado", avisa Márcio Hegenberg , diretor comercial da Yamaha.

  • 13110
  • true
  • http://carros.uol.com.br/enquetes/2013/10/09/por-qual-maxiscooter-voce-deixaria-o-carro-na-garagem.js

Também cumprindo o papel de associar a marca com tecnologia está o scooter T-Max 530. A fabricante mostra também um pouco da sua história em uma pequena exposição de modelos que fizeram a fama da marca nos anos de 1970-1980, como a esportiva RD 350 ou a on-off DT 200.}

Deixando a história de lado, a marca também mostra sua força nos esportes. Para isso expõe uma réplica da Yamaha YZR-M1 com o numeral 99 -- utilizada pelo piloto Jorge Lorenzo, campeão do Mundial de MotoGP em 2012. As motos off-road da equipe Yamaha, que competem nas modalidades Enduro e Motocross, também deverão atrair olhares curiosos.

REALIDADE
Em relação ao presente, ou seja, os modelos que poderão alterar o cotidiano do consumidor, a Yamaha mostrou lançamentos importantes, como a Fazer 150, uma street equipada com o motor Blue Flex (de 12,2 cv, que usa etanol, gasolina ou a combinação de ambos) com preços de R$ 7.390 na versão ED e R$ 7.890 na SED.

Assim como a Fazer 150, o scooter T-Max 530 também ganhou destaque. Em uma posição elevada no estande, inclusive com a pintura idêntica a moto do multicampeão Valentino Rossi. Usa motor de dois cilindros e teve seu preço oficial finalmente divulgado: R$ 42.500. Modelo estará nas concessionárias a partir de dezembro.

Os amantes do estilo aventureiro podem curtir a área destinada a linha Ténéré. Porém, quem aguardava a chegada da de um modelo on-off de 150 cc, com base no mesmo propulsor utilizado pela Fazer, terá de esperar. A julgar pela importância que a marca dedica a essa faixa de cilindrada, isso deverá acontecer em breve.

Como é o maxiscooter T-Max 530
Veja Álbum de fotos

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos