Honda Hornet 2012 chega mais barata, a partir R$ 30.800

Da Infomoto

Desde que foi lançada no Brasil, em 2004, a Honda CB 600F Hornet tem um público cativo. A naked com coração de esportiva é atualmente líder de vendas em sua categoria, mas aos poucos seu visual foi ficando “cansado”. A última mudança no modelo europeu foi mostrada no Salão de Milão do ano passado como versão 2011. As alterações, apenas estéticas, deixaram a Hornet mais moderna. Menos de seis meses após o lançamento na Europa, a CB600F desembarca no Brasil como modelo 2012 e trazendo outro atrativo: a queda no preço sugerido.

O preço sugerido para a versão Standard caiu de R$ 33.260 para R$ 30.800. A versão equipada com freios C-ABS passou de R$ 36.680 para R$ 33.800. Vale lembrar que o preço sugerido, divulgado pela Honda, tem como base o Estado de São Paulo, e vale para pagamento à vista, sem incluir despesas com frete e seguro. Mesmo assim, geralmente, não é o preço praticado pelas concessionárias. “Pode ser que, no início, a lei da oferta e da procura faça com que o preço final seja mais alto do que o anunciado. Mas com o tempo isso deve se normalizar”, admite Alfredo Guedes, engenheiro da Honda.

NOVO VISUAL
Na versão vendida até então no Brasil, alguns não gostavam do painel se destacando sobre o farol. A rabeta minimalista também não era  unanimidade. Na nova motocicleta, o conjunto ficou mais harmônico, de uma ponta a outra.

O painel, agora totalmente digital, continua sobre o farol, porém de maneira muito mais natural, bonita e integrada. Um display LCD traz velocímetro, indicador do nível de combustível, conta-giros, temperatura do líquido de arrefecimento, relógio, hodômetros total e parcial e computador de bordo. Ao lado, luzes indicadoras.

O banco agora tem dois níveis e traz uma cinta para apoio do garupa. A nova Hornet tem ainda uma nova alça -- na verdade, um recorte na rabeta -- com a mesma função para o garupa. Assim toda a parte traseira ficou mais pontiaguda e a lanterna de LED ganhou novo formato.

Olhando nas fotos não é difícil perceber que a moto parece ser mais compacta. Itens como piscas, rodas, pedaleiras e escapamento não receberam alterações estéticas. A capacidade do tanque manteve-se em 19 litros, com 3,5 litros de reserva.

Além de todas as alterações na parte estética, o assento do novo modelo, por exemplo, recebeu melhorias, proporcionando melhor encaixe das pernas do piloto, tudo alinhado com a nova tendência mais limpa e esportiva. Tudo isso para continuar a dominar o segmento naked de média cilindrada -- foram comercializadas aproximadamente 34.000 unidades do modelo até junho de 2011.

MOTOR E CICLÍSTICA
O visual mais compacto com o banco a 800 mm do solo deixam em destaque o motor de 600 cm³ que segue sem alterações mecânicas: tem duplo comando de válvulas (DOHC), 16 válvulas, quatro cilindros em linha e arrefecimento a líquido. O propulsor rende 102 cv a 12.000 rpm  e torque de 6,5 kgfm a 10.500 rpm.

Os freios podem ser equipados com o sistema C-ABS, que combina a frenagem no conjunto dianteiro e traseiro, além de evitar o travamento das rodas. Seu peso a seco é de 188 kg na versão Standard e 193 kg na opção com sistema de freios C-ABS. A suspensão dianteira é do tipo garfo telescópico invertido upside down de 120 mm de curso -- um ponto negativo em relação à Hornet européia, pois a Honda não equipou o modelo 2012 brasileiro com as suspensões ajustáveis. Já a suspensão traseira é monoamortecida (monochoque), com sete regulagens de pré-carga da mola, e conta com 128 mm de curso.

Além da já tradicional preta, a Hornet 2011 também será vendida na cor verde. Falando em cores, o quadro de alumínio agora é pintado na mesma cor preta do motor. A garantia é de um ano, sem limite de quilometragem. (por André Jordão)



Shopping UOL

UOL Cursos Online

Todos os cursos