Informações sobre o álbums
  • editoria:
  • galeria:
  • link: http://carros.uol.com.br/album/mobile/2013/03/21/fluence-gt.htm
  • totalImagens: 30
  • fotoInicial: 1
  • imagePath:
  • baixaResolucao: 0
  • ordem: ASC
  • legendaPos:
  • timestamp: 20130321010239
    • Fluence [48835];
    • Renault [9065];
    • Renault [9065];
Fotos

Renault Fluence GT, com motor 2.0 turbo e visual esportivo, delimita o auge da marca no Brasil Murilo Góes/UOL Mais

Variação mais arrojada do Fluence, versão GT tem preço em torno dos R$ 80 mil, já considerando a progressão do IPI; em março, preço é de R$ 80.640 Murilo Góes/UOL Mais

Fluence GT é derivado da pacote Privilège acrescido de teto solar elétrico, faróis de xênon e spoilers, saias e emblemas esportivos Murilo Góes/UOL Mais

Emblema com assinatura GT Renault Sport evoca tradição da marca francesa nas pistas de corrida; no asfalto, sedã mostra boa disposição para acelerações e retomadas Murilo Góes/UOL Mais

Apesar da pinta esportiva, Fluence GT mostra sua faceta suave ao encarar curvas acentuadas -- espere pela escorregada da traseira, mas saiba que o controle de estabilidade (ESP) vai corrigir a trajetória Murilo Góes/UOL Mais

Sedã não perde o estilão executivo por conta do pacote esportivo; entre-eixos é de 2,70 metros dentro dos 4,64 m de comprimento Murilo Góes/UOL Mais

Não tem jeito: pacote esportivo do Fluence GT -- spoilers e saias -- carrega visual e ainda faz o carro raspar em todo tipo de valeta e lombada Murilo Góes/UOL Mais

Cromadas, exclusivas e um tanto exageradas, mesmo na proposta esportiva, rodas têm 17 polegadas e calçam pneus 205/55 Murilo Góes/UOL Mais

Renault Fluence GT encara rivais turbinados como Peugeot 408 THP (1.6, 16 cv) e Volkswagen Jetta Highline (2.0, 200 cv) Murilo Góes/UOL Mais

Linhas frontais do Fluence GT mostram sinais de cansaço: grade retilínea demais deixou de conversar com faróis mais delgados Murilo Góes/UOL Mais

Traseira ainda é atual e ganhou alguma substância com falso difusor, fendas e vincos do pacote esportivo Murilo Góes/UOL Mais

Renault aponta aceleração de 0 a 100 km/h em 8 segundos, com velocidade máxima de 220 km/h Murilo Góes/UOL Mais

Teto solar elétrico é um dos diferenciais do pacote de série da versão GT Murilo Góes/UOL Mais

Olhando rapidamente, fica difícil distinguir Fluence GT do Privilège com teto solar e luzes de xênon; vantagem da versão esportiva está em agregar itens que seriam opcionais a conteúdo exclusivo com algum vantagem econômica Murilo Góes/UOL Mais

Apesar do torque abundante, acima dos 30 kgfm, força é despejada cedo sobre as rodas, mas sem tranco típico de modelos turbinados Murilo Góes/UOL Mais

Pacote esportivo serve mais para rejuvenescer sedã, já pedindo por reestilização, que para torná-lo um ás das pistas Murilo Góes/UOL Mais

Na imagem, todos os detalhes do Fluence GT: teto solar, faróis de xênon, spoilers, saias laterais e espelhos diferenciados e rodas exclusivas de 17 polegadas; motor turbinado de 2 litros a gasolina gera 180 cavalos Murilo Góes/UOL Mais

Como em toda gama Fluence, mérito principal está na ótima construção da cabine; versão GT ganha detalhes esportivos na cor vermelha Murilo Góes/UOL Mais

Volante grande demais para um esportivo "esquece" da base achatada, ainda que traga pespontos vermelhos Murilo Góes/UOL Mais

No painel de instrumentos, velocímetro digital com boa iluminação branca prevalece sobre demais elementos; indicador de troca de marchas (ícone de câmbio na parte superior do conta-giros) é aliado do motorista para melhorar a tocada e o consumo de combustível Murilo Góes/UOL Mais

Tela colorida de cinco polegadas é dominada pelo navegador por GPS Carminat, da Tom Tom; sistema é ruim por depender de mapas instalados à parte, por ter comandos complicados e, de quebra, por transformar algo simples, como escutar música, numa odisseia Murilo Góes/UOL Mais

Em cascata e delimitados em nichos, comandos do ar condicionado autmoático e digital de duas zonas, dos comandos (distantes e confusos) de rádio, CD player e GPS, botão de partida do carro, slot de proteção da chave-cartão (que não precisa estar ali para que o carro funcione) e tomada 12V/acendedor de cigarros Murilo Góes/UOL Mais

Câmbio manual de seis marchas é única opção de transmissão para o Fluence GT; alavanca lembra a de modelos mais simples da Renault, ainda que tenha detalhes exclusivos Murilo Góes/UOL Mais

Bancos com estilo esportivo e revestimento de couro acomodam bem o corpo de condutor e passageiros, ainda que ajustes sejam todos manuais Murilo Góes/UOL Mais

Atrás, ótimo espaço para dois ocupantes, com as respectivas cabeças, ombros e joelhos; um terceiro ocupante pode se instalar no assento (levantando o apoio de braços/porta-copos) e viajar com segurança Murilo Góes/UOL Mais

Apoio de braço do motorista peca por ficar distante da alavanca de câmbio e não ser deslizante -- dentro dele, há um generoso porta-objetos; à frente, uma estranha posição para o limitador de velocidade Murilo Góes/UOL Mais

Revestimento emborrachado e acolchoado domina a cabine; na porta, diferentes texturas e acabamentos convivem -- maçaneta tem tom cromado e puxador, preto brilhante Murilo Góes/UOL Mais

Chave do tipo cartão é herança do francês Mégane e não precisa ser manipulada: basta tê-la no bolso para travar/destravar portas e dar a partida no motor Murilo Góes/UOL Mais

Porta-malas tem 530 litros de capacidade, mas braços da tampa aparentes reduzem versatilidade do habitáculo Murilo Góes/UOL Mais

Motor TCE 180, de 2 litros, é sobrealimentado com turbo twin scroll para gerar 180 cavalos (a 5.500 giros) com ótimo torque de 30,6 kgfm (2.250 giros); câmbio é apenas manual, de seis marchas Murilo Góes/UOL Mais

Fluence GT

Veja mais: FICHA TÉCNICA DO ESPORTIVO

Últimos álbuns de Carros

UOL Cursos Online

Todos os cursos