Informações sobre o álbums
  • editoria:
  • galeria:
  • link: http://carros.uol.com.br/album/2012/08/01/volkswagen-quer-dominar-o-mundo.htm
  • totalImagens: 16
  • fotoInicial: 1
  • imagePath:
  • baixaResolucao: 0
  • ordem: ASC
  • legendaPos:
  • timestamp: 20120801192129
    • Volkswagen [9056];
    • Volkswagen [9056];
Fotos
Grupo Volkswagen atualmente tem onze marcas: VW carros, VW veículos comerciais, Skoda, Seat, Scania, Lamborghini, Bugatti, Bentley, Audi, MAN (que cuida de caminhões e ônibus) e agora a Porsche; objetivo é consolidar-se como a fabricante número 1 até o ano de 2018 Divulgação Mais
A compra de 50,1% das ações da Porsche, anunciada em julho deste ano, custou 4,46 bilhões de euros (aproximadamente R$ 11,3 bilhões) para o grupo VW; com a decisão, a Volks passou a ter 100% dos direitos da fabricante de esportivos e assumiu o controle das operações da marca EFE Mais
Terceira colocada em 2010, atrás de Toyota (1ª) e GM (2ª), a Volkswagen conta com um plano de 90 bilhões de euros (R$ 230 bilhões) para alcançar seu objetivo -- tal medida significa que ser líder global passou a ser apenas a próxima meta, mas desafio da marca será consolidar posição AFP Mais
Sorte: terremoto e tsunami no Japão (foto), inundação na Tailândia e recalls em todo o mundo derrubaram com força o planejamento da Toyota e ensinaram à Volkswagen que diversificar o local de produção é uma boa maneira para se manter a confiabilidade AFP Mais
Mais sorte: a GM voltou no começo deste ano à liderança global de carros, mas os americanos ainda se recuperam da bancarrota causada pela crise econômica de 2008/2009 e dão outra lição aos alemães -- muito cuidado com o lucro a qualquer custo AFP Mais
Investimento: com 250 mil empregados em todo o mundo, a VW produz 7 milhões de carros por ano atualmente, mas precisa de seis novas fábricas e 370 mil novos trabalhadores para poder dobrar a entrega até 2018; o plano de investimentos anunciado em 2010 inclui isso Divulgação Mais
Uma das unidades mais importantes é a de Chattanooga (EUA), que deve entregar 1,5 milhão de unidades da VW, Audi e Porsche até 2015 Divulgação Mais
Oferta: apesar de contar com modelo globais e com design padronizado e atualizado, diferenciação por mercado é a chave para o sucesso do grupo alemão; o Jetta americano (foto), por exemplo, é mais simples que o de outros países para custar menos e vender mais Divulgação Mais
Mercado-chave: China, que compra tanto carros baratos quanto modelos como o Phaeton, que só vende bem por lá, é fundamental para os planos da marca; VW deve investir 14 bilhões de euros (R$ 34 bi) para ter nova marca de entrada por lá e mais consumidores Divulgação Mais
Lucro: para o Brasil, foco está em modelos de baixo custo, como o Up!, que deve ficar abaixo do Gol e ter porta-malas generoso Murilo Góes/UOL Mais
Aposta na publicidade criativa: o grupo VW tem investido pesado em propagandas que realçam características fortes de alguns carros (vídeo, por exemplo, de um garoto vestido de Darth Vader que acha poder controlar o Passat com a mente foi sucesso mundial) Divulgação Mais
Investimento premium: A Audi já ultrapassou a Mercedes-Benz e só fica atrás da BMW entre as marcas de luxo; expansão nos EUA, onde SUVs vendem bem, é fundamental -- compra da Porsche e investimento de 320 milhões de euros (R$ 813 milhões) também contribuem Divulgação Mais
Plataforma compartilhada: identidade de marca, compartilhamento de componentes e redução de custos -- acostume-se a ver carros como o novo Seat Exeo (foto), espanhol feito com base no alemão Audi A4, ou como o próprio Up! (já fabricado com o logo de Skoda e Seat) Divulgação Mais
Todos os públicos: Volkswagen atende a todos -- vende carro popular, de nicho e de alto desempenho, como o Lamborghini Aventador AFP Mais
Racionalização: é possível ser racional com uma marca que vende carro revestido de porcelana? A Bugatti mostra que sim ao manter um único modelo em linha. Ciclo do Veyron está perto do fim, mas só após isso haverá outro modelo (já confirmado: o Galibier) Fredrik Von Erichsen/EFE Mais
Quebra de paradigmas: os puristas não queriam um SUV da Porsche; nem um sedã. Cayenne (foto) e Panamera são sucesso de vendas e, agora que fazem parte da VW, contribuem para o lucro do grupo; em breve será lançado o Porsche Macan, um SUV ainda menor Murilo Góes/UOL Mais

Volkswagen quer dominar o mundo

Veja mais: VOLKS ASSUME CONTROLE DA PORSCHE

Últimos álbuns de Carros



Shopping UOL

UOL Cursos Online

Todos os cursos